segunda-feira, 9 de julho de 2018

DESISTÊNCIAS DE DATENA E PAULO HARTUNG CONFIRMAM INVIABILIDADE ELEITORAL PARA CENTRO DIREITA.


Nestas eleições será mais 
dificil enganar os eleitores.

Datena, popular apresentador do Brasil Urgente da golpista Band, um programa com viés para notícias relacionadas à violência urbana, principalmente em São Paulo, desistiu de ser candidato ao Senado, alegou resistência da família e de amigos, mas todos sabemos que Datena condicionava sua participação na eleição como candidato ao Senado a resultados positivos  nas pesquisas eleitorais e como elas não colocam ele tão folgadamente na liderança como ele imaginava que estaria quando se lançou o candidato ao Senado por São Paulo, Datena desistiu por não ter garantia antecipada de vitória.


Paulo Hartung, Governador impopular do Estado do Espírito Santo que cogitou ser vice de um candidato presidencial de centro acabou por desistir de sua reeleição, as pesquisas não são nem um pouco favoráveis à ele e certamente seria derrotado.


Datena ainda tinha a justificativa de ser um apresentador pretensamente  popular, que poderia ocupar boa posição nas pesquisas eleitorais e partir para eleição. Hartung esta irremediavelmente nas cordas.


A realidade foi dura com os dois, nenhum deles tinha garantia de se eleger, por isso preferiram se retirar da cena diante da possibilidade de sofrerem derrotas acachapantes, isto sem contar nos recursos de campanha eleitoral que seriam gastos por eles por nada.


A desistência destes candidatos demonstra que as eleições de outubro serão bem diferente das anteriores para os candidatos da centro-direita, a impopularidade do governo golpista de Temer patrocinado pela Globo tem como resultado a impossibilidade absoluta da existência de um candidato de centro forte e competitivo a presidencia. Datena e Hartung sem possibilidade de se articularem no campo progressista teriam que se apegar nos bolsonaros da vida ou em qualquer um outro aventureiro para ter um mínimo de chance e isto colocaria suas candidaturas no campo do imponderável.


Aguardem, outras desistências surpreendentes estão a caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário