segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

MOVIMENTOS POPULARES SE MOBILIZAM CONTRA O ABUSIVO AUMENTO DAS PASSAGENS DE ÔNIBUS EM CAMPINAS E CONVOCAM MANIFESTAÇÃO PARA A PRÓXIMA QUARTA FEIRA, DIA 11 A PARTIR DAS 17 HORAS NO LARGO DO ROSÁRIO

Desde que o abusivo aumento das passagens de ônibus foi
anunciado, manifestações espontâneas estão
acontecendo em vários pontos de campinas.

O aumento da passagem de ônibus em Campinas de R$ 3,80 para R$ 4,50 teve também o inicio disfarçado de eliminação da integração, uma conquista dos usuários de ônibus,  que agora o Governo Jonas ameaça banir. Para atingir tal objetivo foi montada uma farsa de que a passagem aumentou de R$ 3,80 para R$ 4,20 e o usuário que fizer integração pagará mais R$ 0,30.

 Na realidade, o governo do Prefeito Jonas Donizette “deu uma facada” nas costas de uma parcela dos eleitores trabalhadores, que foram iludidos pela onda anti-política que invadiu o Brasil no período pós golpe parlamentar tendo como conseqüência a disseminação do ódio que levou uma parcela dos eleitores a rejeitar os partidos políticos de esquerda, principalmente o PT.

Jonas Donizette e seus aliados tentam se enganar porque imaginam que foram eleitos por 65,43% dos votos, o que é uma imensa farsa porque esta porcentagem da votação é calculada tendo como base um universo de 636.057 eleitores que votaram e que representam 77,38% dos eleitores sem levar em conta que 189.789 eleitores que correspondem a 22,62% do eleitorado de Campinas, que se abstiveram e não votaram na eleição para prefeito no ano passado. A verdade é que Campinas tinha em Outubro, quando foi realizada a eleição, um total de 822.036 eleitores e os 323.308 eleitores de Jonas Donizette representam 39,33% de todo este eleitorado de Campinas, ou seja, 60,67% dos eleitores de Campinas não votaram em Jonas Donizette.

Mesmo assim, com esta maioria comprovadamente falsa, o Governo Jonas, sem dar o mínimo espaço para qualquer forma de consulta popular, impôs a Campinas uma das passagens de ônibus mais altas de todo Brasil, principalmente para moradores das periferias  já traumatizados pela carestia e o desemprego e dentre os quais esta parte significativa dos eleitores de Jonas.

Diante de tal abuso por parte de Jonas e seus apoiadores, os movimentos populares de Campinas, incluindo trabalhados e estudantes, iniciaram ontem, 09/01, mobilização para que o aumento abusivo no preço das passagens de ônibus seja revogado imediatamente pelo Prefeito Jonas Donizette.

Reunidos na sede do Sindicato dos Frentistas, estudantes e trabalhadores resolveram entrar em estado de mobilização constante contra o abusivo aumento das passagens de ônibus em Campinas e a primeira manifestação esta marcada o Largo do Rosário na próxima quarta feira dia 11 de Janeiro a partir das 17h.

Os estudantes e os trabalhadores, com apoio de praticamente todos partidos de esquerda de Campinas, alem da exigência da revogação do aumento injusto, denunciam também a tentativa descarada do Governo Jonas de querer abolir a integração, que terá como uma das principais conseqüências a dificuldade das pessoas visitarem seus familiares, criando assim uma realidade de distanciamento nas famílias e isto nada mais é do que eliminação direitos conquistados pela sociedade campineira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário