quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

ATAQUE A JAQUES WAGNER NO ESTADÃO SIGNIFICA QUE ELE JA INCOMODA. GOLPISTAS E TREVOSOS SE MOVIMENTAM A PARTIR DO MESMO SUBMUNDO DE ONDE VEIO EDUARDO CUNHA.

Não se iludam, contra Jaques Wagner, todos forças das 
trevas e do golpismo se unirão.


Até que demorou muito para que o Partido da Imprensa Golpista, o PIG, partisse para o ataque contra o Ministro Chefa da Casa Civil, Jaques Wagner, principalmente porque depois que ele assumiu o posto, a melhora nas ações políticas do Governo Dilma cada vez mais pode ser sentida no dia a dia.

A segurança com que o ministro deixou bem claro que o governo já teria os votos necessários para barrar o golpe disfarçado de Impeachement na Câmara dos Deputados deve ter alertado os grupos golpistas, principalmente o PSDB, que rapidamente acionaram seus parceiros, por enquanto notadamente o Estadão, que imediatamente direcionaram suas artilharias contra Jaques Wagner.

Não interessa neste momento, mesmo depois da histórica derrota no Supremo no final do ano passado, aos setores golpistas liderados pelo PSDB, que as coisas, principalmente na economia e na articulação política, comecem a ficar um pouco melhores para o Governo Dilma. Para estes setores da oposição que não aceitam a derrota de 2014, o clima precisa continuar pesado e instável porque só assim eles poderão manter suas expectativas de chegar ao poder antes de 2018.

Por isso mesmo, neste momento, atacar um dos principais ministros da Presidenta Dilma Roussef, parece ser a melhor saída, até mesmo porque isto teria também a finalidade de esconder um pouco o noticiário sobre os atos corruptos e a possível cassação ou afastamento do Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que até recentemente era para a oposição golpista e seus apoiadores na imprensa, principalmente a Globo dos irmãos Marinho, Estadão e Folha UOL, o principal meio de levar adiante o golpe da estado “a la Paraguai”.

Jaques Wagner, no entanto, deverá ficar cada vez mais esperto e ligado em todas movimentações que ocorrerão em torno de sua ação política, os interessados em ver seu poder diminuído ou sua ação política enfraquecida, certamente que poderão não estar só na oposição, porque é notório que dentro do Governo Dilma existem ações políticas que fogem a lógica da própria sustentação política do Governo a partir do PT e seus principais aliados. Não precisamos voltar muito no tempo para lembrar que, até filhos do ex Presidente Lula, já foram vítimas do que seria o “fogo amigo” do Governo.

Por isso mesmo, não seria de se estranhar muito se parte destes ataques a Jaques Wagner estivessem vindo de setores instalados no próprio Governo, o que seria um imensa idiotice e falta de consciência de unidade no campo progressista que sustenta o Governo Dilma.


Flávio Luiz Sartori