domingo, 6 de setembro de 2015

CAMPINAS: SEM FATOS NOVOS PARA AJUDAR JONAS DONIZETTE EM SUA PRÉ-CAMPANHA PARA E REELEIÇÃO DO ANO QUE VEM, JORNAL CORREIO POPULAR APELA PARA QUALQUER NOTICIA PARA TENTAR DENEGRIR A OPOSIÇÃO, MESMO QUE SEJA INSIGNIFICANTE.

Correm boatos la pelas bandas do Correio Popular e do Metro que o marqueteiro 
americano de ascendência indiana Ravi Singh, que se autodenomina "guru", 
que trabalhou na campanha de José Serra (PSDB) à Presidência da República 
em 2010, estaria para ser contratado para ajudar os jornais a alavancarem 
a candidatura de Jonas Donizette na tentativa de releição do ano que vem.

Pensem bem meus caros internautas, principalmente de Campinas, se o Prefeito Jonas Donizette estivesse em uma situação, digamos que no mínimo razoável em relação as pesquisas referentes a aprovação de seu mandato nos seus quase três anos de governo, vocês acham que o Correio Popular ou o Metro já não teriam publicado em manchetes nas suas primeiras páginas?
Elementar meus caros, se isso não aconteceu ainda significa que a coisa não deve estar muito boa para o prefeito Jonas exatamente porque neste momento não deve estar dando para arriscar publicar nenhum tipo de pesquisa sobre a aprovação de seu mandato, nem aquelas que segundo se propala no folclore político, se costuma dar um jeitinho “esticando” os famosos dois ou até três pontinhos para o lado do político que contratou a pesquisa dentro da famosa “margem de erro”.
Diante desta constatação não resta aos jornais que fazem parte da coligação política que apóia Jonas, o Correio Popular e o Metro, isso sem contar com a EPTV da Globo dos irmãos Marinho, outra alternativa senão buscar subterfúgios para tentar atacar os inimigos de Jonas e do PSDB, aliás como fez hoje, 06/09, o Correio Popular quando noticiou em manchete de primeira página que o PT  teria sido o único partido de Campinas que teria perdido 85 filiados em um ano, isto em números representa menos de 1,5% de mais de 7 mil filiados, um índice muito pequeno para ser considerado como parâmetro para medir uma saída significativa de militantes.
Na realidade, considerar a perda de militantes em tão baixo número como motivo o enfraquecimento de um partido político como o PT em Campinas é forçar a barra em exagero e demonstra que a militância da imprensa em Campinas esta perdendo a razão face à inexistência de noticias realmente positivas para o atual prefeito de Campinas tentar sua reeleição no próximo ano. Maior prova disso é o fato de que tanto Correio Popular quanto o Metro foram os mais entusiastas na convocação das recentes manifestações golpistas da direita contra o democraticamente reeleito Governo Dilma.
Quando venceu a eleição para Prefeito de Campinas em 2012 com apoio do PSDB, Jonas e seus operadores políticos deveriam ter em mente que seu governo deveria ser, no mínimo, razoável frente à comparação com os quase oito anos de gestão do ex-prefeito Dr. Hélio, com mandato muito bem avaliado.
Com um Governo inexpressivo, como o que tem realizado até agora, Jonas não conseguirá de maneira nenhuma se qualificar para ser reeleito no ano que vem.
Conclusão, esta estória de enfraquecimento de partido porque perdeu menos de cem filiados é pura balela, quem quiser saber mesmo sobre as chances de Jonas no ano que vem tem que ter em mãos pesquisas sérias de avaliação de seu mandato, o resto é conversa pra boi dormir para ser ventilada nos corredores da Câmara Municipal, da Prefeitura ou lá pelas bandas do Café Regina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário