sexta-feira, 7 de março de 2014

EDUARDO CUNHA NÃO É NADA MAIS, NADA MENOS, QUE UM “PAU MANDADO” DAS OLIGARQUIAS CONTRÁRIAS AO GOVERNO DILMA, COMANDADAS PELOS IRMÃOS MARINHO DA REDE GLOBO A SERVIÇO DA OPOSIÇÃO DE DIREITA.


Mesmo com todas contradições e interesses em jogo, PT e PMDB
juntos são fundamentais para a governabilidade. Para a 
oposição e as oligarquias que estão fora do poder, implodir
esta aliança pode ser a melhor oportunidade sobrevivência
política, principalmente para a Rede Globo dos irmãos Marinho.


O Deputado Federal Eduardo Cunha age o tempo todo como alguém que tem uma missão a cumprir, desestabilizar o Governo Dilma.

No primeiro semestre de 2013, na votação da Medida Provisória dos Portos, Eduardo Cunha articulava contra a MP, seu objetivo era claro, queria emperrar aquela importante votação de qualquer jeito, seu jogo era o da oposição de forma velada.

Não acho que Eduardo Cunha age simplesmente em defesa dos interesses do Governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e seu candidato, o Vice Governador Luiz Fernando Pezão, sua ação é voltada para interesses muito maiores.

Cunha sempre quis mesmo desestabilizar a base de apoio parlamentar do Governo Dilma, por isso agiu e age em seu ponto mais nevrálgico que é exatamente o PMDB, que faz a ligação do governo com o tradicional centro  ideológico para compor uma maioria de apoio no Congresso Nacional. Quando colocou uma parcela mais fisiológica do PMDB em pé de guerra contra o PT e Dilma, o líder do PMDB sinalizou aos outros setores governistas de centro  do Congresso Nacional, que poderia ser decisivo na articulação de uma maioria anti-petista e outras forças políticas de esquerda, que lavaria a uma situação de  ingovernabilidade, essa é a verdade.

E a quem interessaria esta ingovernabilidade?

Além do PSDB e aliados e também, agora, de Eduardo Campos e o PSB, existem os interesses históricos de uma oligarquia alijada do poder que apóia a oposição, no caso, principalmente os grupos empresariais de comunicação conhecidos como o Partido da Imprensa Golpista, o PIG, principalmente seus maiores expoentes, a Rede Globo dos irmãos Marinho.

O plano inicial era que a ingorvernabilidade tivesse iniciado logo depois dos protestos de junho e julho do ano passado. Como isso não aconteceu de fato e o Governo Dilma manteve o controle da situação e recuperou popularidade, a tentativa de desestabilização continuou e continua.

A segunda etapa do processo que aconteceria no rastro da ingovernabilidade continua a todo vapor, seria a desestabilização da articulação da coligação do PT com o PMDB, o objetive seria isolar o PT e aliados de esquerda.

A missão de Eduardo Cunha não foi completada e na definição das articulações para a coligação de partidos que apoiarão a reeleição de Dilma Roussef , cada vez mais esta difícil para ele terminar o seu “trabalho” para seus “verdadeiros chefes maiores”, os irmãos Marinho. Nesse caso, sua única saída foi partir para o desespero e formar o tal do blocão, que comprovadamente era mesmo para desestabilizar a base de apoio do Governo Dilma, maior prova disso foi o apoio até de um partido político que declaradamente já fez opção pela oposição, no caso o Solidariedade de Paulinho da Força, que entrou no tal do blocão apenas e tão somente para forçar o circo pegar fogo e nada mais.

O PMDB, pela sua própria história, não pode mais ficar nas mãos de patifes e oportunistas como Eduardo Cunha e até mesmo “alienígenas” oportunistas como Paulinho da Força. O PMDB deveria aproveitar esse momento em que faz parte de um governo trabalhista, que esta mudando a configuração social do Brasil da pobreza para uma nova classe média consolidada, para ser o porta-voz das aspirações dessa nova sociedade brasileira, cada vez mais exigente em relação aos seus direitos de plena cidadania.

Enquanto o PMDB estiver passando para a opinião pública a imagem de um partido que esta no Governo e fica fingindo que é de oposição para satisfazer a pressão dos seguimentos de uma oligarquia atrasada e cada vez mais desesperada com a perspectiva de não voltar ao poder, o partido não irá reconquistar o espaço que já teve na política brasileira quando defendia a democracia e o fim da histórica desigualdade social no Brasil.


O PMDB tem que se livrar dos “Eduardos Cunhas” e “Cabrais” da vida dentre outros, que apenas se tornaram lacaios dos irmãos Marinho da Rede Globo, que na realidade sempre deram uma “banana” para o PMDB.


Flávio Luiz Sartori

quinta-feira, 6 de março de 2014

quarta-feira, 5 de março de 2014

ZÉ RAMALHO CORONEL? NA REALIDADE SUAS CHORUMELAS CONTRA O NÃO ACESSO A UMA “PRIMEIRA CLASSE” EM UMA VIAGEM DE AVIÃO APENAS REVELAM O HIPÓCRITA QUE ELE SEMPRE FOI E NÃO PERCEBÍAMOS.




 Sera que finalmente encontramos o verdadeiro
Zé Ramalho? "Coroné Zé Ramalho"?

Zé Ramalho é um ídolo de gerações. Cultuado e admirado por suas canções marcantes, nada nele despertava a menor desconfiança de quais sempre foram, na realidade, seus reais pensamentos.

Já escrevi aqui neste blog que durante as manifestações de junho e julho do ano passado uma das coisas que mais despertaram meu sentimento de surpresa e decepção foi exatamente o fado de descobrir que muitas pessoas com as quais eu tinha algum tipo de convívio, algumas delas com grau de parentesco, eram de direita e defendiam abertamente a volta dos militares ao poder.

Li a entrevista de Zé Ramalho e o que me surpreendeu foi o final onde ele demonstrou toda contrariedade com o atual momento de ascensão social das pessoas no Brasil, quando externou seu incomodo com o fato de um número maior de pessoas estarem podendo viajar de avião.

Zé Ramalho também falou de um social comunismo relacionado a questão da igualdade, o que foi nada mais, nada menos, que uma maneira de querer inventar um motivo para criticar sem ter o que falar, para não ficar feio com sua própria condição de artista admirado pelas críticas a desigualdade social presentes nos versos de suas músicas.

Na realidade o que ficou claro foi o fato de que Zé Ramalho assumiu sim o seu lado “coronel”, que sempre existiu dentro dele mesmo.

Os versos cantados em suas músicas falando de um povo marcado e feliz fugindo da ignorância ficaram para trás no tempo em que Zé Ramalho nem imaginava entrar em uma avião junto com aqueles que viviam tão perto da mesma ignorância.


Conclusão, Zé Ramalho cantava a pobreza como parte de seu próprio marketing pessoal, quando na realidade sempre sonhava, lá no fundo, bem no fundo de seu coração, ter a vida de um coronel. É isso que suas palavras revelam.


Flávio Luiz Sartori

terça-feira, 4 de março de 2014

UMA BOA NOTÍCIA QUE VOCÊ NÃO VAI VER NA NOSSA "GRANDE MÍDIA" E QUE FOI PUBLICADA ESCONDIDA NO ESTADÃO: AUDIÊNCIA DA GLOBO NA CIDADE DE SÃO PAULO TEM A MAIOR QUEDA DE SUA HISTORIA EM UM MÊS DE FEVEREIRO.


A cada dia que passa fica evidente que a
queda da Rede Globo é irreversível.

Coluna Sem Intervalo - Caderno 2. Jornal O Estado de S. Paulo.
Por Cristina Padiglione em 03/03

A Globo fechou o mês como o pior fevereiro de sua história na audiência da Grande São Paulo: fez 13,5 pontos entre 7h e meia da noite, até o dia 27. Também foi a única emissora aberta a perder público (6%) em relação ao mês anterior, provável efeito da troca da principal novela. O BBB, desta vez, também não contribuiu. O prejuízo é ainda maior na fatia que cabe à emissora entre o total de aparelhos ligados, já que houve mais televisores ligados em fevereiro (41%, ante 39% do mês anterior), o que causou à Globo uma queda de 37% para 33% de um mês para outro. Os dados são da Grande São Paulo, onde cada ponto equivale a 65 mil domicílios.



segunda-feira, 3 de março de 2014

QUAL É O VERDADEIRO SILVIO SANTOS? O DA FOTO ABAIXO OU AQUELE QUE ESTA DANDO GUARITA PARA A REACIONÁRIA E XENÓFOBA DA SHEHERAZADE?


Silvio Santos, um lobo reacionário em pele de
cordeiro liberal?

Direto do Brasil 247:


SHEHERAZADE CONVOCA "MARCHA DA FAMÍLIA"

Ato relembra percurso de 1964, dias antes de o ex-presidente João Goulart ser derrubado; na época, a organização coube a então primeira-dama do estado, Leonor de Barros; polêmica por suas declarações ultraconservadoras e reacionárias, a jornalista do SBT pede que brasileiros mostrem "sua defesa em favor da família, dessa instituição criada por Deus"; no entanto, não diz que a manifestação é organizada como incentivo para um golpe militar 

3 DE MARÇO DE 2014 ÀS 08:10

247 - Polêmica por suas declarações ultraconservadoras e reacionárias, a jornalista do SBT Rachel Sheherazade convoca em sua página no Facebook a participação dos brasileiros na segunda edição da Marcha da Família com Deus pela Liberdade.

A primeira aconteceu em 1964, dias antes de o ex-presidente João Goulart ser derrubado, e foi organizada pela então primeira-dama do estado, Leonor de Barros.

A marcha, segundo Felipe Patury, da revista Época, foi marcada para o próximo dia 22, em São Paulo, na Praça da República rumo à Catedral da Sé. O grupo diz contar com a simpatia do filósofo Olavo de Carvalho e até de Denise Abreu, a petista que mandou na aviação civil no governo Lula e ficou famosa por sua predileção por charutos.

A âncora do SBT conclama seus seguidores: “Gente boa, sempre vou defender a família. Participe da marcha, divulgue, mostre sua defesa em favor dessa instituição criada por Deus”. Ela, que tem sido bombardeada nas redes sociais e no meio jornalístico por incentivar o que chama de “ordem com próprias mãos”, não diz, no entanto, que o ato tem sido organizado como incentivo para um golpe militar.

domingo, 2 de março de 2014

MÚSICA ENQUANTO O PRÓXIMO TEXTO CHEGA: CHICO SCIENCE INESQUECÍVEL EM A CIDADE, RETRATADA EM TODAS SUAS CONTRADIÇÕES.


Se não tivermos idéias, não existimos.


"Oi me amado vem vê vê vou lhe contar
Não se perturbe que eu não vou lhe perturbar
Eu tenho pena de ver o teu sofrer......"




A Cidade
Chico Science

O sol nasce e ilumina
As pedras evoluídas
Que cresceram com a força
De pedreiros suicidas
Cavaleiros circulam
Vigiando as pessoas
Não importa se são ruins
Nem importa se são boas

E a cidade se apresenta
Centro das ambições
Para mendigos ou ricos
E outras armações
Coletivos, automóveis,
Motos e metrôs
Trabalhadores, patrões,
Policiais, camelôs

A cidade não pára
A cidade só cresce
O de cima sobe
E o de baixo desce
A cidade não pára
A cidade só cresce
O de cima sobe
E o de baixo desce

A cidade se encontra
Prostituída
Por aqueles que a usaram
Em busca de uma saída
Ilusora de pessoas
De outros lugares,
A cidade e sua fama
Vai além dos mares

E no meio da esperteza
Internacional
A cidade até que não está tão mal
E a situação sempre mais ou menos
Sempre uns com mais e outros com menos

A cidade não pára
A cidade só cresce
O de cima sobe
E o de baixo desce
A cidade não pára
A cidade só cresce
O de cima sobe
E o de baixo desce

Eu vou fazer uma embolada,
Um samba, um maracatu
Tudo bem envenenado
Bom pra mim e bom pra tu
Pra gente sair da lama e enfrentar os urubus

Num dia de sol, recife acordou
Com a mesma fedentina do dia anterior.