quinta-feira, 12 de julho de 2012

REFLEXÕES NECESSÁRIAS SOBRE A TRAIÇÃO...

Antes de trair Jesus Judas beijou.

Estive refletindo nas ultimas horas sobre a traição. Como ela se manifesta? O que leva um ser humano a cometer a traição? As respostas podem ser muitas, mas uma coisa é certa em toda traição existe sempre o componente da imaturidade e da imprudência.

Giuseppe Colombero no seu livro Caminho lembra uma passagem impressionante quando cita o livro de Ezequiel – profeta que viveu aproximadamente no ano 600 a. C. um dos períodos mais conturbados da história de Israel quando Deus disse a seu povo: “Eu vos purificarei; dar-vos-ei um coração novo, porei no vosso íntimo um espírito novo, tirarei do vosso peito o coração de pedra e vos darei um coração de carne.

Então, o povo de Israel naquela época estava com coração de pedra? Sim, claro, o grande problema da humanidade e que sempre leva o ser humano a cometer a traição é a falta de sentimento, da capacidade de parar para pensar sobre o ato cometido em relação ao próximo e porque?
Elementar meus caros, o cerne da traição está no imediatismo de conseguir um objetivo, de cumprir uma etapa sem levar em conta o que pode acontecer em relação ao próximo que certamente estará sendo prejudicado nesta busca.
Isso só é possível com o que chama de coração de pedra, sem sentimentos.

Para Ezequiel só a purificação levará ao coração de carne, o coração humano, o que pode acontecer somente com aqueles que sentiram na pele algum tipo de sofrimento, ou seja, foram purificados.

Neste mundo globalizado, onde o tudo é possível, e o digital hipnotiza os interesses, a traição desafia a confiança. Tudo induz a um subjacente. Os comportamentos se predispõem a colocar o homem encurvado perante as articulações onde ele perde o controle do equilíbrio, da dignidade, lesando aqueles que o rodeiam.

A traição é o caminho mais seguro que executa e generaliza a maldade, administrando dentro do ser humano a empresa mais deteriorante, engrossando lucros como magoa, tristeza, dor e tantas coisas mais. 

"A traição é a maior dívida que temos para com a consciência, o coração e os sentimentos”.