quinta-feira, 7 de outubro de 2010

SERRA NÃO SE CONFORMA COM A DERROTA E EM NOME DISTO VAI PARA O TUDO OU NADA, QUER TRANSFORMAR A ELEIÇÃO EM UMA GUERRA JUSTAMENTE QUANDO O BRASIL VIVE SEU MELHOR MOMENTO

Desde quando me entendo por gente nunca tive a percepção de que o Brasil vivesse um momento de estabilidade como este.
Se isso foi possível é porque o Governo Lula teve competência.
Mesmo que não seja agora, no processo democrático e ai esta o Chile que não deixa mentir, chegará o dia em que a oposição vencerá novamente.
Porém o problema é que Serra quer por que quer que seja agora em 2010, custe o que custar.
Serra é mau perdedor, parece aqueles jogadores de futebol que diante da derrota iminente de seus times começam a apelar e baterem nos adversários até serem expulsos de campo.
Nos anos sessenta e setenta do século passado, a luta livre era muito popular na televisão brasileira. Tudo era arranjado, o pessoal falava em "marmelada", mas tinha aqueles vilões, os lutadores sujos, que faziam de tudo contra seus adversários, os limpos. Durante as lutas, um lutador sujo recebia um limão de um "comparsa" e "passava" nos olhos de seu oponente que então "apanhava" pra valer.

Serra age assim, como que se fosse um lutador sujo "passando limão" nos olhos de seus adversários a todo momento.

O problema é que a eleição presidencial não é uma inocente e arranjada luta livre, é uma disputa política que envolve milhões de brasileiros e o futuro da nossa democracia e com isto não se brinca.
Serra é egoista, só pensa na presidência e não está nem ai com o resto. Tem muitos seguidores que não aceitam as regras da democracia, se pudessem iriam aos quartéis, não engolem mais quatro anos de um governo trabalhista e progressista, por muito menos derrubaram Jango em 1964.

Se deixarmos Serra vai retroceder o Brasil, talvez a única saída seja mobilizar a população e ir para as ruas defender as conquistas sociais e a democracia. Ainda há tempo para isto.

Flávio Luiz Sartori - flavioluiz.sartori@gmail.com

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

VITÓRIA DE PIRRO: SERRA ESPALHA BOATOS E OS VOTOS SAEM DE DILMA E VÃO PARA MARINA, POR APENAS CERCA DE 200 MIL VOTOS MERCADANTE NÃO VAI AO SEGUNDO TURNO.

Sinceramente, os tucanos não tem o que comemorar.

Primeiro vamos esclarecer sobre Pirro de acordo com o Wikipédia:

Por ter sido um homem impressionantemente belicoso e um líder infatigável, embora não tivesse sido um rei propriamente sábio, Pirro foi considerado um dos melhores generais militares do seu tempo. Aníbal considerou-o o segundo melhor, a seguir a Alexandre Magno. Pirro era também conhecido por ser muito benevolente. Como general, as maiores fraquezas políticas de Pirro eram a falta de concentração e apetência para esbanjar dinheiro (grande parte dos seus soldados eram dispendiosos mercenários).

O seu nome tornou-se famoso pela expressão "Vitória Pírrica", quando da vitória na Batalha de Ásculo. Quando lhe deram os parabéns pela vitória conseguida a custo, diz-se que respondeu com estas palavras: "Mais uma vitória como esta, e estou perdido."
Pirro escreveu ainda Memórias e vários livros sobre a arte da guerra. Os escritos perderam-se, mas sabe-se que foram usados por Aníbal e elogiados por Cícero.

Serra não é benevolente, podem ter certeza, Marina sabe como os votos vieram para ela, se não os 19% que ela teve na reta final, pelo menos cerca de 7% acrescentados aos 12% que ela teria, estes certamente vieram de boatos espalhados pela campanha de Serra, principalmente no eleitorado evangélico.

Alckmin dormiu Governador por míseros aproximadamente 0,25% dos votos em um Estado como São Paulo, certamente deve ter perdido a maioria confortável que permitia aos tucanos impedir qualquer tipo de CPI na Assémbléia Legislativa de São Paulo.
Mercadante é um vitorioso, certamente será o próximo governador de São Paulo se seguir o conselho do Presidente Lula e persistir.

Voltando a Serra, este sim terá que dar muitas explicações, principalmente sobre seu candidato a Vice Índio da Costa, investigado por envolvimento até de desvio de recursos para merenda escolar no Rio de Janeiro. Não por acaso, ontem á noite no fechar das urnas quando o segundo turno estava certo, corria na web, principalmente no UOL, que Indío deverá ser substituido na chapa de Serra. Ai não tem jeito, "se Indio fica o bicho come, se Índio sai e corre o bicho pega", ou seja, se ele fica fragiliza Serra e se ele sai Serra passa recibo sobre o carater de seus aliados demos.

Pensando bem, até Marina teve sua vitória de Pirro, se vai para os braços de Serra trai seu passado, se fica no muro, o PV serrista vai para Serra baseado no resultado obtido na votação de Marina e ela fica falando sozinha. ou seja, politicamente a única saida de Marina é ir de Dilma e o mais depressa que for possivel, possivelmente depois da plenária do PV que ela mesmo propôs ontem, senão tudo que ela conquistou vai por água abaixo. Podem ter certeza.

Flávio Luiz Sartori - http://flavioluizsartori.blogspot.com/