segunda-feira, 29 de março de 2010

PESQUISA DATAFOLHA DESTE FINAL DE SEMANA: UM EXEMPLO DESCARADO DE COMO O PIG TENTA MANIPULAR A OPINIÃO PÚBLICA BRASILEIRA ATRAVÉS DA MENTIRA

A pesquisa do Datafolha divulgada no último sábado, se combinada com as reportagens de capa da “Veja” referentes ao caso “Bancoop” que procuraram relacionar a Ministra Dilma e o PT com o citado caso, mais os ataques ao ex-ministro José Dirceu em relação ao requentado caso “Eletronet” e as acusações contra o Presidente Lula e a Ministra Dilma Roussef por pretensa campanha eleitoral antecipada, é parte de uma estratégia de desespero da oposição brasileira e seus aliados representados pela elite que sempre governou o Brasil até 2002. Não esquecendo que o principal braço político desta elite esta na mídia, uma verdadeira rede de empresas de comunicação, cujos principais representantes são a Globo, o Estadão, a Folha e uma articulação de mídias espalhada por todo Brasil, principalmente no Estado de São Paulo, conhecida como Partido da Imprensa Golpista, o PIG, desde 2006, ano em que atuaram fortemente contra a reeleição de Presidente Lula.

Esta pesquisa caiu como uma luva para as necessidades urgentes da oposição e do PIG, na medida em que demonstra uma pretensa subida de José Serra e também uma outra pretensa paralisação no crescimento da Ministra Dilma Roussef. Se analisarmos em detalhes os números de Serra e Dilma, facilmente observaremos que estão estritamente no máximo da possibilidade da margem de erro de dois pontos percentuais. Serra que na pesquisa Datafolha de um mês atrás tinha 32% das intenções subiu exatamente quatro pontos e foi a 36%, portanto apenas dois pontos a mais que a margem de erro. Dilma que chegou a 28%, no ultima Datafolha teria caído para 27%, uma queda de um ponto, também dentro da margem de erro. Essa verdadeira “mexida nos números”, mesmo que tenha sido feita com no máximo quatro pontos resultou em uma diferença de nove pontos, que para efeito de mídia, principalmente para as pessoas que ainda não tem consciência de como se pode manipular uma pesquisa, engana e muito.

Nesse sentido, os números do Datafolha seguem sempre as variáveis dentro da margem de erro porque se outra empresa de pesquisa, por exemplo, o Vox Populi, divulgar uma pesquisa com Serra e Dilma empatados na casa dos trinta pontos, o Datafolha poderá argumentar que não errou e que as pesquisas estão na margem de erro.

Outro detalhe que a pesquisa do Datafolha produziu como fato é exatamente em uma análise dos números da pesquisa referentes às diferentes regiões brasileiras, com destaque para o Sul onde Serra teria conseguido ampliar a vantagem e entre as mulheres e os pobres, destacando ainda, segundo a análise da própria Folha até uma pequena diminuição da diferença no Nordeste. Isso faz sentido e também se encaixa na estratégia do PIG e da oposição porque sem Aécio de vice ficará muito difícil para Serra tentar abrir uma vantagem grande em Minas Gerais, nesse caso é imperativo para o tucano diminuir a vantagem de Dilma no Nordeste e obter uma vantagem considerável no Sul do Brasil, aliás, onde Dilma tem sua origem política, além da histórica tendência bairrista presente principalmente no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, que certamente irá favorecer Dilma quando a campanha eleitoral começar de fato.

Fica difícil então, não associar esta pesquisa do Datafolha a uma tentativa de manipulação, principalmente porque ela foi feita a menos de um mês da divulgação de outra pesquisa do mesmo Datafolha, com números demonstrando uma tendência de crescimento de Dilma e queda de Serra, diferente dos números desta última pesquisa, sendo que os números da pesquisa anterior do Datafolha foram confirmados recentemente por outras empresas de pesquisa, dentre as quais podemos citar o Vox Populi e até mesmo o impagável IBOPE.
Com a aproximação do inicio da disputa eleitoral quando o quadro político fica mais nítido, com a saída do poder dos políticos que vão disputar a eleição deste ano, Jose Serra, principal candidato da oposição e seus apoiadores das elites contrárias ao Governo Lula, em queda nas pesquisas eleitorais, precisavam mais do que nunca de uma ajuda e o Grupo Folha e o PIG não poderiam faltar com eles neste momento.

Manipular fatos e pesquisas de opinião tem sido uma pratica constante do PIG na história recente do Brasil, porém o que este pessoal que já governou o Brasil até 2002 parece não estar conseguindo aceitar é o fato de que o Brasil de hoje é outro, estamos falando dos brasileiros que se manifestaram no Fórum de Santana na condenação dos Nardonis, dos quase 80% que apóiam o Governo do Presidente Lula e que certamente jamais aceitarão um retrocesso à condição anterior a 2002. A melhora na condição social dos brasileiros nos últimos anos representou o fortalecimento da condição de cidadania. Fatos como, por exemplo, a histórica parcialidade da justiça brasileira em favor dos mais ricos não são mais aceitos pela maioria dos brasileiros, ao contrário, são motivos de indignação.

Ao imaginar que a maioria do eleitorado brasileiro poderá se deixar levar por mentiras e pesquisas fajutas, José Serra e o PIG estão cometendo um erro histórico fatal, podem acreditar.

Flávio Luiz Sartori – flavioluiz.sartori@gmail.com