sexta-feira, 12 de março de 2010

MINHA HUMILDE HOMENAGEM AO CARTUNISTA GLAUCO, MAIS UMA VÍTIMA DA VIOLÊNCIA URBANA

O inesquecível Zé do Apacalipese:




E a mais recente:


Sem palavras......

Flávio Luiz Sartori

quarta-feira, 10 de março de 2010

O ATAQUE DOS “PIGs”: OPOSIÇÃO E O PIG DÃO SINAIS QUE PARTIRÃO PARA O TUDO OU NADA CONTRA A CANDIDATURA DILMA

A partir do último fim de semana observamos nos principais meios de comunicação do PIG, dando nome aos bois, a Globo, o Estadão, a Folha, a Veja (Oia em Piracicaba) e até a PIG enrustida Band dentre tantos outros espalhados pelo Brasil, ataques tendo como pano de fundo casos de acusações sem fundamento e já requentadas, principalmente á dirigentes do PT.

O objetivo destes ataques é o mesmo de sempre, criar um clima, principalmente nos estados do Sul e do Sudoeste, onde se concentra o maior número de eleitores e também onde o PIG tem conseguido manipular com mais facilidade a opinião pública mais sensível ao discurso falso moralista, no sentido de denegrir a imagem, principalmente do Partido dos Trabalhadores, e dessa forma tentar frear o crescimento continuo da candidatura da Ministra Dilma Roussef nas pesquisas de intenção de votos.

A adoção desta estratégia pelo PIG em articulação com a oposição significa que diante do quadro não favorável, pelo menos no campo disputa do debate político, a única saída disponível diante do enfraquecimento da candidatura Serra será a da campanha suja, criando um clima de ataques comandados pelo PIG contra o partido dos Trabalhadores e o PMDB Nacional centrado nas figuras do Senador José Sarney e do Governador do Rio Sérgio Cabral e todos aliados políticos que fazem parte da base de sustentação política do Governo Lula.

A estratégia da oposição em articulação com o PIG é, no caso de uma candidatura oposicionista, quase certo Serra, não conseguir entrar na disputa com um mínimo de condição de equilíbrio, partir para ataques constantes executados pelo PIG buscando influenciar uma parcela da opinião pública que faça a diferença em um primeiro turno para levar a eleição para um segundo turno, sendo que, nesse caso a campanha política seria feita em um clima de emoção forçada, criado a partir de denúncias feitas pelo PIG.

Aparentemente a disputa seria desigual devido à disparidade entre as forças que apóiam o Governo Lula e a inserção delas na mídia em comparação com o poder de fogo do PIG. Nossa vantagem estaria na capacidade de inserção na iternet associada à crescente influência desta junto a opinião pública como um contra ponto aos jornais escritos, revistas, rádios redes de televisão tradicionais. Precisamos ter uma estratégia conjunta de mobilização da opinião pública para fazer frente a estes ataques, temos que buscar, além daquilo que já dispomos à nível das forças políticas que representamos, apoio junto a todos setores da sociedade civil, inclusive aqueles não comprometidos partidariamente mas identificados com o apoio ao Governo Lula.

Flávio Luiz Sartori - flavioluiz.sartori@gmail.com

segunda-feira, 8 de março de 2010

PORQUE OITO DE MARÇO É O DIA DA MULHERES?


Porque em 8 demarço de 1857 mulheres operárias de uma fábrica de tecidos em Nova Yorque fizeram uma greve para reivindicar melhores condições de trabalho. Na metade do século XIX as mulheres eram obrigadas a trabalhar 16 horas por dia e recebiam apenas um terço do que os homens ganhavam.

Em pleno século XIX aquelas heróicas americanas fizeram uma greve para reivindicar redução na carga diária de trabalho para 10 horas, equiparação de salário com os homens e tratamento digno no trabalho.

A greve foi reprimida com violência. As mulheres grevistas foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 operárias tecelãs morreram queimadas.

As mulheres americanas de Nova Yorque se tornaram mártires e foram consideradas um símbolo na luta pelos direitos das mulheres.


Somente em 1910, durante uma conferência na internacional das mulheres socialistas, realizada em Copenhague, Dinamarca ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857.


Eu não poderia deixar de homenagear as mulheres nesta data e tinha que ser com música com a bela canção do Simply Red - Never Never Love.






Nunca Nunca Amor

Então agora nós temos nossa independência
O que nós iremos fazer com isto?
Aprendendo jogar jogos diferentes
Já usando nomes diferentes
Porque agora nosso amor não tem nenhuma semelhança
Para o antes do qual nós tivemos
Quando nosso amor era bom que era tudo aquilo que nós vimos
Quando nosso amor era bom que nos encobriu antes
Esta real revolução, meu bem
Quando você não está mais debaixo de mim
Nunca nunca amor, nunca pode ser o bastante
Nunca é o bastante, só ai não é bom o bastante
Nunca nunca amor, nunca pode ser o bastante
Nunca é o bastante, oh não
Então agora nós temos nossa independência
O que vamos nós fazer com isto?
Construindo as casas, reivindicando a terra atrás,
Queimando as pontes, limpando suas mãos,
Porque agora nosso amor não tem nenhuma semelhança
Para o antes do qual nós tivemos
Agora nosso amor tem algo para o futuro
Agora nosso amor cultivará as sementes para semear esta revolução real
Esta boa revolução meu bem
Onde você não está mais debaixo de mim


É isso ai, quando o machismo acabar de uma vez ficará o melhor para se curtir em uma mulher: o amor....Para minha esposa e minha filhinha...

Flávio Luiz Sartori