sexta-feira, 6 de novembro de 2009

CAETANO VELOSO REVELA A PIOR DE SUAS IDENTIDADES: A DO PRECONCEITO

Hoje logo de manhã quando li uma frase de Caetano Veloso, por alguns segundos não consegui acreditar que uma pessoa como ele tinha conseguido dizer isto: "Marina é Lula e é Obama ao mesmo tempo. Ela é meio preta, é cabocla, é inteligente como o Obama, não é analfabeta como o Lula, que não sabe falar, é cafona falando, grosseiro".
Durante todo dia pensei sobre o que deveria escrever sobre esta frase de Caetano Veloso, a primeira decisão foi separar o artista do cidadão Caetano.
Então vou falar apenas do cidadão Caetano que por ser o artísta que é tem sim uma responsabilidade com o que fala perante a opinião pública no Brasil.
Comentei com companheiros de trabalho sobre a frase e cito duas opiniões importantes de pessoas que acompanham Caetano a anos e que fizeram questão de falar sobre o assunto, são pessoas na faixa dos cinquenta aos sessenta anos que viveram toda a história do Brasil desde o regime militar até hoje. Curtiram o Caetano Veloso artista e por isso mesmo o depoimento deles para mim foi a palavra final sobre Cae.

Irene, companheira de trabalho, que curte as músicas de Caetano, quando perguntada sobre o que achou da frase de Caetano sobre o Presidente Lula, logo respondeu que para ela isto não era novidade, que ela se lembra que Caetano sempre foi um arrogante, que uma vez ela assistia uma entrevista dele e quando o reporter fez uma pergunta que Caetano não gostou, teve como respostas de Caetano, que ele (o reporter) era um burro que aquilo não era pergunta que se devia fazer. Notem que a Irene não guardou o tema da pergunta, o que ficou na memoria dela foi a agressividade e a arrogancia na resposta do Caetano Veloso. Para ela Caetano "se acha e inteligencia não é sinônimo de sabedoria e o presidente Lula é um sábio".
ffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff
Para Antônio outro companheiro de trabalho, que viveu a política dos anos sessenta até hoje, a atitude de Caetano também não é novidade. Antônio anfatizou para mim que Caetano Veloso sempre teve um bom relacionamento com as elites no Brasil, que sempre se deu bem com ACM, portanto para ele não foi novidade a fala de Caetano, apenas uma constatação. E Antonio completou a crítica a Caetano lembrando que o analfabeto nunca é culpado pela sua condição, ele é fruto de um meio produzido por uma situação histórica da educação em um país como o Brasil e isto obviamente é culpa das elites que governaram o país até 2002, dentre as quais podemos citar como parte ACM na Bahia, um dos estados com maior nível de analfabetismo no Brasil.

Dessa forma, completou Antônio, Lula se fez Presidente da República mesmo enfrentando todas as adversidades e Caetano, o que teria feito para chegar próximo a Lula? Nada. Por outro lado Gilberto Gil, da mesma geração de Caetano, obviamente que seria um excelente presidente, pela sua própria tragetória política.

Conclusão, mais uma vez não da para fugir do fato concreto de que Caetano Veloso é do PIG, ou melhor sempre foi e sempre será.

Flávio Luiz Sartori - flavioluiz.sartori@gmail.com

terça-feira, 3 de novembro de 2009

MARAVILHA, MARAVILHA, É HEBE CAMARGO ENTREVISTANDO JOSÉ SERRA

Ontem á noite como de costume, fiz meu giro pelos canais abertos e quando passei pelo SBT dei de cara com José Serra sendo entrevistado pela impagável Hebe Camargo, que eu me lembre Hebe sempre foi malufista, ja assisti ela, inclusive, espinafrando tucanos para defender Maluf, mas isso são outras estórias, ontem ela estava com Serra, parecia ser Serra desde criancinha.

Para começar logo depois da minha clicada ao entrar no SBT ja dei de cara com Hebe falando de uma obra simplesmente espetacular de Serra que deixava ela até emocionada quando passava pela dita cuja obra.

Depois, na medida em que Serra falava de suas obras, Hebe dizia só uma palavra; maravilha, maravilha.....
Proximo ao final da entrevista Hebe chamou Carlos Nascimento que perguntou a Serra sobre a entrevista do Presidente Lula e em específico sobre a parte em que o presidente Lula afirmou que se fosse necessário Jesus Cristo se aliaria a Judas para governar.
Serra respondeu que Lula era daquele jeito mesmo e evitou criticar o presidente.

A ida de Serra ao programa de Hebe pode parecer apenas mais uma atividade corriqueira de um pré candidato a presidência mas não é apenas isso, analisada com mais detalhes, a entrevista revela como esta sendo travada a luta por alguns numeruzinhos a mais nas diversas pesquisas que acontecem praticamente todos dias e que não temos conhecimento, mas que tanto governo quanto oposição conhecem os números e muito bem.
O Programa da Hebe é bem tarde e a audiência esta mais para pessoas com faixa etária acima dos 45 anos e com renda média de classe média B para cima. Serra ao topar ir em um programa como o de Hebe esta defendendo os números que tem que podem estar em queda e isso é confirmado por sua postura em relação a declaração do Presidente Lula sobre Judas, Serra não criticou Lula em nenhum momento, só falou de suas obras e ponto final.

Flávio Luiz Sartori