quinta-feira, 13 de agosto de 2009

JORNAIS ESCRITOS TEM QUEDA DE 6% NA CIRCULAÇÃO SOMADA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2009

Passou desapercebido da maioria dos brasileiros nos últimos dias uma informação muito importante que foi exatamente a queda de 6% na circulação somada dos 20 principais jornais diários brasileiros no primeiro semestre de 2009, isto na comparação com o mesmo período do ano passado.
De acordo com o site da Associação Brasileira da Indústria Gráfica, a ABIGRAF, os jornais diários mais conhecidos que registraram as maiores quedas foram:

O Dia do Rio de Janeiro com queda de 25%;

Jornal da Tarde e O Estado de São Paulo – todos com queda 17%;

Diário de São Paulo com queda de 11%;

O Globo com queda de 8%;

Folha de São Paulo com queda de 7%;

Também foram registrados crescimentos e os jornais diários mais conhecidos que cresceram foram:

Daqui, com crescimento de 37%;

Expresso da Informação, com crescimento de 14%;

Lance, com crescimento de 8%;


Como se pode perceber pelos números os tradicionais grandes jornais brasileiros estão em plena quedas de circulação. As explicações para este fato são basicamente duas; primeiro o crescimento da Internet que é inquestionável e segundo, o desgaste do estilo adotado pela imprensa tradicional do Brasil, principalmente Grupo Estadão, Diário de São Paulo, O Globo e Folha que, exceto O Dia do Rio de Janeiro que é um caso á parte, estão pagando um preço muito alto pela fidelidade ao compromisso histórico que sempre tiveram com significativa parte da elite brasileira que conseguiu se manter hegemônica no poder até o inicio deste século.

Sem conhecer as publicações Daqui e Expresso da Informação, importante destacar o crescimento da publicação Lance, que pratica a linha editorial basicamente focada no futebol, o que significa que diante do lugar comum praticado pela imprensa tradicional no Brasil, o leitor esta preferindo, cada vez mais buscar assuntos mais apolíticos dando prioridade ao entretenimento do qual o esporte e o futebol fazem parte.


Flávio Luiz Sartori

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

ANÁLISE DOS NÚMEROS DIVULGADOS DA PESQUISA BAND VOX POPULI PARA O GOVERNO DE SÃO PAULO

Ontem à noite o Jornal da Band divulgou pesquisa do Vox Populi com resultados da intenção de votos para o Governo de São Paulo, as pesquisas realizadas em São Paulo são fundamentais porque elas refletem em todo Brasil, principalmente faltando praticamente um ano para eleição.

Gosto muito do trabalho do Sr. Marcos Coimbra do Vox Populi, inclusive considero ele um dos meus gurus, mas em relação a esta pesquisa divulgada ontem, dia 11 com trabalho de campo realizado do dia 31 de Julho ao dia 4 de Agosto, continuo com a mesma critica, ninguém vai conseguir traçar um perfil da real tendência do eleitorado senão for criado um campo único na ficha circular da escolha estimulada para os candidatos do bloco governista à nível federal, ou seja uma ficha pizza só com Marta, sem Paulinho, Ciro ou Erundina ou com Ciro, sem Marta e Paulinho.

Também é importante frisar que a amostragem de apenas 1000 entrevistados é pequena para esse tipo de leitura, é necessário, repito como já fiz anteriormente, mais recursos para se produzir um trabalho com uma amostragem maior que permita que um número superior de municípios e regiões sejam abrangidos.

Estou aguardando os resultados da pesquisa com o relatório em detalhes que deve ser divulgado pela Band ou pelo Vox logo, para fazer uma analise mais detalhada dos números, sendo que os números divulgados pela Band estão no texto abaixo que estava na página da emissora na Internet.

Jornal da Band

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) voltaria a comandar o Estado caso as eleições de outubro de 2010 ocorressem hoje. A pesquisa Band/Vox Populi revela como seria a disputa eleitoral.Alckmin, secretário do Desenvolvimento do Estado, aparece com 51% das intenções de voto, seguido por Marta Suplicy (PT), com 16%. Paulo Maluf (PP) viria em terceiro com, 11%. Luiza Erundina (PSB) aparece com 5%, Soninha (PPS), com 4%, e Paulinho da Força (PDT), com 3%. Em um segundo cenário, trocando o candidato tucano, Marta Suplicy seria a primeira colocada, com 25%. Paulo Maluf viria em segundo com 18%. Luiza Erundina seria a escolhida por 9%dos entrevistados. Outros 8% preferem Soninha, e Aloysio Nunes (PSDB), e Paulinho da Força teriam 5% dos votos cada. Se o candidato do PT fosse Antonio Pallocci, Alckmin teria 53% dos votos. Em segundo, estaria Maluf e Erundina, com 12% dos votos cada. 5% dos entrevistados votariam em Soninha, 4%, em Antonio Palocci, e 3%, em Paulinho.Em um quarto cenário, com Ciro Gomes (PSB), Geraldo Alckmin aparece com 49% das intenções de voto. Marta tem 17%. Paulo Maluf, 12%, e Soninha é a quarta com 5%, seguida por Ciro Gomes, com 3%, e Paulinho da Força, com 2%.Mil eleitores foram entrevistados, entre os dias 31 de julho e 4 de agosto. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais.

Aguardo também para hoje a divulgação dos números da pesquisa do Vox para o Governo do Rio de Janeiro.

Flávio Luiz Sartori